Gostou do artigo? Compartilhe!

Como se credenciar a um convênio

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Mais de 47 milhões de brasileiros têm algum tipo de cobertura de plano de saúde[1], o que corresponde a aproximadamente um quarto da população. O convênio ao qual o médico atende é o fator mais importante, segundo pacientes, ao considerarem um profissional[2], por isso o credenciamento a um plano de saúde é um importante passo para médicos que estão abrindo consultório próprio ou precisando expandir sua base de pacientes.

Como escolher bem

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), há mais de 1.200 operadoras em atuação no país, dentre variados tipos de coberturas e áreas de atendimento.

A própria ANS desenvolve um programa de qualificação para avaliar as operadoras de acordo com alguns critérios de qualidade, gerando um índice de desempenho[3] em relação à qualidade de atendimento, aos custos, à instituição, etc. É importante procurar vincular-se a planos com boa avaliação da ANS, que provavelmente trarão pacientes mais satisfeitos e serão mais eficientes no trato da burocracia associada a este tipo de atendimento.

Também é importante conferir a concorrência em cada plano. Em geral, os convênios oferecem um guia de especialistas aos seus clientes; procure se informar sobre quais operadoras já têm boa cobertura da sua especialidade na região e quais poderiam lhe trazer mais pacientes.

Por fim, converse também com colegas de profissão que estão crendenciados ao plano ao qual você deseja se associar e se informe sobre o processo de faturamento e pagamento, a burocracia da empresa, a facilidade de contato e outros fatores que considerar importantes.

Como me credenciar a um plano de saúde?

Candidatos a prestar serviços para um convênio devem tentar o contato direto com a empresa, já que cada operadora tem seu trâmite próprio para o credenciamento.

Alguns convênios disponibilizam pré-cadastro online, onde você informa alguns dados para formalizar o interesse e aguarda que entrem em contato solicitando as demais informações. Os convênios podem ter pré-requsitos, como período de experiência ou um tempo mínimo de formação, dedicação de um certo número de atendimentos por mês, dentre outras exigências.

Documentos necessários

Os seguintes documentos podem ser solicitados para credenciar-se a um plano de saúde:

  • Certificados de formação, como diploma de graduação e comprovante de registro no Conselho Regional da categoria
  • Carta de interesse (redação na qual você destaca seus interesses em se credenciar, o que pode agregar à operadora, etc.)
  • Detalhamento das instalações e equipamentos do consultório ou clínica
  • Alvará de localização e funcionamento emitido pela prefeitura
  • Alvará de Vigilância Sanitária
  • Comprovante de inscrição no CNES
  • Comprovantes de regularidade com a Fazenda
  • Matrícula INSS ou PIS/PASEP
  • Comprovande bancário da Pessoa Física ou Jurídica que receberá os valores do convênio.

No caso de consultórios ou clínicas que irão operar com mais de um profissional credenciado, também podem ser solicitados:

  • Comprovande de inscrição no CNPJ
  • Contrato de sociedade
  • Relação dos profissionais do corpo clínico
  • Informações do responsável técnico
...

Estima-se que mais de 97% dos médicos brasileiros estejam conveniados a pelo menos um plano de saúde[4]. Embora as desvantagens de atender a convênios sejam bastante conhecidas pelos médicos, poucos deles podem abrir mão deste recurso para ampliar e manter sua base de pacientes. Por isso, a escolha de um bom plano de saúde, que pague em dia e não gere contritos burocráticos é essencial para o crescimento e manutenção do seu consultório.

 

Referências:

[1] ANS. Dados gerais do setor. Disponível em http://www.ans.gov.br/perfil-do-setor/dados-gerais

[2] HiDoctor® Blog. Como os pacientes escolhem seus médicos?. Disponível em https://blog.hidoctor.com.br/p/marketing/1297208/como+os+pacientes+escolhem+seus+medicos.htm

[3] ANS. Programa de Qualificação de Operadoras. Disponível em http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/informacoes-e-avaliacoes-de-operadoras/qualificacao-ans.

[4] CFM. Médicos versus planos de saúde. Disponível em http://portal.cfm.org.br/index.php.

 

Gostou do artigo? Compartilhe!