Gostou do artigo? Compartilhe!

Como o software médico ajuda médicos independentes a gerenciarem pacientes crônicos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Doenças crônicas são um grande fardo para os pacientes e familiares. E em meio a todas as dificuldades próprias da doença e seus tratamentos, muitas vezes soma-se outro desafio: o arrastar de todo o histórico médico, resultados de exames e documentos diversos para cada consulta.

Esses papéis têm peso literal e figurativo para aqueles já passando por tantos obstáculos. Cada pedaço da história e trauma do paciente está nessas folhas, forçando uma miríade de especialistas a folhear as páginas em busca de clareza sobre o caso complexo a ser tratado.

Esses “fardos em papel”, tão típicos até uns anos atrás, e mesmo hoje ainda presentes em alguns casos, infelizmente limitavam (e limitam) a qualidade dos cuidados que o paciente poderia receber.

Mas a saúde percorreu um longo caminho. Hoje são muitos os avanços alcançados nos registros médicos desde os dias dos registros em papel. Para aqueles profissionais atuantes há décadas, foi possível observar de perto o desenvolvimento e a implementação de softwares médicos em primeira mão.

Embora tenha havido desafios, é inegável que esses sistemas reformularam o gerenciamento de doenças crônicas, ajudando pacientes e médicos a gerenciar as condições com maior abrangência, coordenação e eficiência.

Os médicos não são mais obrigados a agir como historiadores – e os pacientes (e suas famílias) não precisam mais carregar um fardo tão pesado.

Além disso, os softwares médicos de hoje são otimizados para engajar os pacientes, apoiar os médicos e permitir maiores oportunidades de tratar o paciente certo no momento certo.

Com certeza, pacientes com doenças crônicas são alguns dos casos mais complexos e caros que os consultórios podem enfrentar, mas as lições da era dos prontuários em papel mostram que os softwares médicos podem ser de grande benefício.

O custo é imenso

De acordo com o CDC, 90% dos gastos anuais com saúde, totalizando US$ 3,7 trilhões nos EUA, são para pessoas com condições crônicas e de saúde mental. Os médicos atestam que a má gestão dessas condições leva a problemas de saúde significativos e altos gastos.

Quando a doença não é adequadamente gerenciada em tempo hábil, problemas maiores e mais caros resultam no futuro. Alguns dos pacientes mais vulneráveis simplesmente não podem pagar pelos cuidados.

Enquanto isso, os médicos – principalmente em ambientes independentes – estão lidando com altas cargas de trabalho enquanto lutam para gerenciar pacientes com condições complexas.

A intenção é se concentrar no paciente que se encontra ali no consultório, mas muitas vezes o médico se distrai com um fardo crescente de tarefas administrativas e de escritório, especialmente depois do expediente.

Essa tendência está resultando em burnout entre os médicos, que não têm as ferramentas para ajudá-los a prestar atendimento ao paciente de forma eficaz no ambiente de saúde atual.

Consultórios independentes têm uma vantagem

Com recursos de apoio, os consultórios médicos independentes estão na posição ideal para gerenciar com eficácia pacientes com doenças complexas. Em larga escala, a digitalização da medicina permite que os médicos identifiquem e compreendam tendências em populações inteiras de pacientes.

Dentro do software médico, os profissionais aproveitam os dados sobre a eficácia dos planos de tratamento e determinam os tratamentos futuros com base nos dados apresentados. Os médicos também podem pesquisar perfeitamente nos prontuários dos pacientes a terminologia específica ao tratar doenças crônicas.

Essas tarefas, apenas duas de muitas, não eram viáveis com prontuários de papel há apenas uma ou duas décadas.

Em relação ao atendimento individualizado, a personalização do prontuário de acordo com as necessidades do médico ajuda a melhor acompanhar os pacientes. O uso de formulários personalizados garante o registro detalhado dos dados de saúde relativos a cada condição específica, permitindo observar a evolução do quadro e alinhar as etapas de tratamento adequadas.

As funcionalidades de comunicação também podem ser aproveitadas para enviar lembretes oportunos para os pacientes quando for o momento de marcar uma nova consulta ou um retorno, inclusive já enviando um link através do qual o paciente pode escolher seu horário e agendar a consulta online.

Outras ferramentas facilitam o preenchimento de dados nas fichas ou ao criar documentos, através de modelos de textos, macros e importação de informações de listas integradas, como CID-10 e bulário, otimizando o tempo de consulta do profissional com o paciente.

O software médico que integra ferramentas de engajamento também permite que os pacientes sejam mais ativos em seus próprios cuidados. No caso de doenças crônicas, o engajamento do paciente é fundamental, e sistemas de lembretes integrados, agendamento online e até opções de telemedicina ajudam o paciente a se conectar e investir em sua saúde.

Quando as ferramentas digitais permitem esse engajamento, é muito mais provável que os pacientes avancem em direção às metas do tratamento, principalmente quando relacionadas a mudanças no estilo de vida e gerenciamento de medicamentos.


Quando médicos independentes são capazes de aproveitar os muitos benefícios do software médico, incluindo automação e personalização, a prestação de cuidados torna-se mais simples e eficiente, permitindo consultas de qualidade com potencial para produzir melhores resultados.

Os pacientes de cuidados crônicos de hoje – e seus profissionais de saúde – têm acesso a tecnologias que orientam o gerenciamento eficaz de doenças. Continuar investindo em ferramentas que ajudem médicos e pacientes a atingirem seus objetivos é certamente o melhor caminho para uma população mais saudável.

O prontuário completo do HiDoctor®, com formulários personalizados, busca avançada e diversas outras funcionalidades, é capaz de transformar a gestão de pacientes crônicos em seu consultório.

O HiDoctor® é a única plataforma médica completa para seu consultório e o software mais utilizado por médicos e clínicas no Brasil. A Centralx® conta com mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento de tecnologias para a área médica.

Experimente e conheça! Clique abaixo e comece agora seu teste gratuito na web!

Teste o HiDoctor®

 

Gostou do artigo? Compartilhe!