Gostou do artigo? Compartilhe!

Você tem cuidado da sua imagem profissional?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Uma boa imagem profissional é composta por comportamentos, hábitos, posturas, ética, conhecimentos, habilidades e competência. Principalmente na medicina, conseguir passar aos pacientes uma imagem de profissionalismo é parte essencial para ganhar a confiança dos mesmos.

A sua imagem já começa a ser construída na percepção do paciente desde o primeiro momento que ele entra em contato, mesmo pelo telefone, continua a se formar quando ele chega no consultório para a consulta e finalmente se consolida quando ele o conhece e é atendido por você. Justamente por isso, primeiras impressões são algo a ficar atento, buscando desde o início estabelecer uma boa imagem.

Você tem cuidado da sua imagem profissional?

Você tem estado atento à imagem que passa aos seus pacientes? Veja abaixo alguns pontos importantes que constroem sua imagem profissional:

Aparência

É necessário atentar para fatores como higiene, escolha do vestuário - incluindo o uso de acessórios - além de atentar para o cabelo e maquiagem. Principalmente pela seriedade dos cuidados que são prestados e pela própria natureza da profissão, lidando com a saúde dos pacientes, a questão da aparência se torna um dos primeiros pontos a serem notados pelos pacientes, que esperam encontrar um certo padrão já estabelecido para a profissão do médico.

O uso do branco, por exemplo, é parte importante para demonstrar a limpeza das vestes, assim como o cabelo limpo e arrumado são essenciais. Uma maquiagem mais neutra para as médicas é mais condizente com a rotina de atendimentos, assim como o uso de poucos acessórios e mais discretos, já que o oposto pode vir até mesmo a atrapalhar no momento de realizar um exame físico.

Postura

A postura se refere à forma como você interage com seus pacientes. Isto inclui demonstrar empatia com o que eles relatam, ouvir com atenção e explicar sintomas, diagnósticos e tratamentos, ter simpatia no modo de falar e usar linguagem simples, que permita bom entendimento da situação médica em questão. Demonstrar interesse e responder a tudo que o paciente fala, ainda que esteja equivocado, é mais do que boa postura, é obrigação para a conduta médica.

Uma boa postura também está diretamente ligada à forma como age no consultório, como lida com sua equipe, como resolve problemas, etc. Espera-se de um médico que tenha comportamento sempre educado, correto e respeitoso com todos ao redor, seja qual for a situação.

Ética

A ética é o conjunto de normas e princípios que norteiam a boa conduta do profissional. Mais do que ser ético no seu dia-a-dia, é preciso mostrar que suas atitudes são sempre dentro do que se espera de um médico. A ética é percebida na postura adotada, então as atitudes que citamos acima são algumas das maneiras como o paciente percebe que o médico tem uma conduta ética.

Formação

A medicina está em constante evolução, e por isso espera-se de um médico que esteja sempre buscando atualizar seus conhecimentos, através da participação em congressos, realização de cursos e especializações, etc. Manter estas informações sobre sua formação, cursos e eventos disponível em seu site e redes sociais faz uma grande diferença para o paciente que está considerando se consultar com você e também para aquele que já é seu paciente e ganha assim ainda mais confiança em seu trabalho.

Saúde

Como alguém que preza pelo cuidado com a saúde e bem-estar de seus pacientes e dedica sua vida a isso, é no mínimo contraditório quando o médico não cuida de sua própria saúde. E quando não estamos com a saúde em dia, em grande parte dos casos isso se torna algo perceptível fisicamente, prejudicando então a sua imagem perante o paciente. Noites mal dormidas, má alimentação, falta de atividade física, são todos hábitos que podem ser notados e não condizem com o que se espera de um profissional da saúde.

Confiança

Quando os pacientes procuram um médico normalmente estão em um estado de vulnerabilidade. Para que se sintam mais tranquilos e consigam aderir seriamente aos tratamentos necessários, eles devem sentir confiança pela parte do médico naquilo que indica como diagnóstico e tratamento. Demonstre confiança no seu trabalho e suas decisões e seus pacientes também terão confiança. Porém, lembre-se de achar o equilíbrio com a humildade para que não pareça prepotente. Você deve confiar em seus conhecimentos, mas também estando sempre aberto a ouvir, pesquisar e verificar quando for necessário.

O cuidado com a imagem profissional deve ser algo constante, que exige atenção aos detalhes e incorporação de boas práticas na rotina de atendimentos.

A percepção que o paciente tem de você e do seu consultório de modo geral é fator importante para a satisfação com o atendimento, influenciando também em possíveis referências a conhecidos e na eventual fidelização.

 

Gostou do artigo? Compartilhe!